O VW Up rendeu-se ao turbo e ganhou uma agilidade pouco habitual para um citadino.  Custa praticamente 15 mil euros e abre portas às corridas urbanas... Atenção às multas!

Com o restyling do VW Up, que foi lançado em meados de 2016, o citadino alemão recebeu o motor 1.0 TSI de 90 cv, uma “bombinha” de três cilindros capaz de dar ao pequeno alemão uma alma de gigante. A diferença para o motor que precede este na gama são 15 cv, mas o facto de adicionar um turbo faz toda a diferença. Mas já lá vamos. Primeiro, referir que a VW mudou algumas coisas na estética exterior e interior do Up. O capot foi redesenhado, colocou luzes diurnas em LED à frente e escureceu os farolins atrás. O estilo muda ligeiramente. No interior, também não fez grandes alterações, mas mudou o suficiente para se perceber que está diferente. O volante é novo, o rádio e o pequeno sistema de infotainment foram modificados e funcionam muito bem. E, como melhoria ergonómica passa a poder abrir-se o vidro do passageiro a partir da porta do condutor, o que não era possível.

A disponibilidade mecânica é evidente logo nos primeiros metros de condução. Basta um toque no acelerador para que o Up avance de forma célere. Despachado em cidade e com consumos que nunca são abusivos, a vantagem mais meritória deste motor é o facto de permitir ao Up tornar-se confortável nas saídas da cidade, em estrada e autoestrada, onde é possível manter velocidades de cruzeiro mais elevadas sem grande esforço, rivalizando com automóveis maiores, pois o citadino alemão é sólido, bem construído e muito estável. O três cilindros tem uma sonoridade caraterística que acaba por dar um toque divertido à condução e, mesmo ao ralenti, nunca vibra mais que o desejado, mantendo a compostura perfeita.

O compromisso conforto/dinâmica é bom, e até com jantes de 16” o Up é capaz de absorver muito bem as irregularidades do piso a baixa velocidade e, as suspensões, firmes q.b., promovem a estabilidade quando se aborda uma curva com maior entusiasmo. O preço, para um citadino é elevado, mas este faz parte do grupo dos pequeninos com esteroides, logo a exclusividade faz-se pagar um pouco mais cara.

Assine Já

Edição nº 1449
Já nas bancas

Digital Papel

Top

Os mais recentes